»
Sentei na varanda, de cara pro céu. Contei minhas dores as estrelas. Me senti mais leve, como se o peso dos problemas fosse anulado pela falta de gravidade, como se quem a muito se foi estivesse aqui novamente, escutando.
Amsterdã, 1957. (via construindoversos)
Da vida, não quero muito. Quero apenas saber que tentei tudo o que quis. Tive tudo o que pude. Amei tudo o que valia. E perdi apenas o que, no fundo, nunca foi meu.
Desconhecido. (via permitia)
Certo. Você tem razão. Acho melhor eu ir agora. Não vou dizer “se cuida” e esses troços, mas quero que você fique bem.
Gabito Nunes.  (via construindoversos)
© theme